Menu



Panorama do Cinema Baiano

07 FEV 2018
07 de Fevereiro de 2018

Depois do recesso de carnaval, a Sala Walter da Silveira abre alas para o cinema baiano com uma seleção de produções financiadas pelo Fundo de Cultura do Governo do Estado da Bahia. Trata-se da Mostra "Panorama do Cinema Baiano", que movimenta o cinema cult dos Barris, de 15 a 28 de fevereiro, com sessões gratuitas, sempre às 15h. 


Criado como um instrumento de fomento e democratização do acesso aos recursos públicos, o Fundo de Cultura ampliou e também diversificou seus investimentos, sobretudo na última década, com atuação decisiva na área do audiovisual. A partir da curadoria, realizada pelo Núcleo de Memória (NMEM), da Fundação Cultural da Bahia, sob gestão da Diretoria de Audiovisual (DIMAS), ganham novo destaque algumas obras realizadas através dos editais provenientes deste mecanismo de estímulo às artes, que atestam a descentralização, diversidade e riqueza da cultura baiana.


Para a Coordenadora do NMEM, Simone Lopes, a mostra pretende mapear e difundir o audiovisual produzido nos últimos anos na Bahia. “Já temos acesso e um maior conhecimento sobre obras que são feitas por produtoras baianas consolidadas e cineastas já renomados. Mas também notamos que existe uma nova geração de produtores e realizadores, que estão começando e com muitas boas ideias. Aliado a isso, também verificamos uma carência muito grande no que diz respeito a aproximação do público baiano com o cinema produzido aqui. Nosso objetivo é estimular esse encontro entre o espectador e o filme baiano. Além de ser o resultado do que vem sendo produzido através de editais do Fundo de Cultura, ou seja, é um retorno para a sociedade, do que está sendo investido”, explica.


Simone Lopes salienta ainda que a intenção é dar sequência a essas ações de difusão e resgate histórico. ''Possuímos um catálogo enorme de filmes, então, pensamos nesse ciclo, como um primeiro passo e que tenha uma continuidade. As exibições de fevereiro reúnem 23 filmes; dentre eles alguns já ganharam prêmios em festivais importantes. Dispomos ainda de muito material produzido no interior do Estado e até mesmo dentro das comunidades da periferia da nossa capital. Daí nossa expectativa positiva com o projeto'', finaliza.


Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais.


Serviço:


Panorama do Cinema Baiano - Mostra Fundo de Cultura 

Data: 15 a 28 de fevereiro

Local: Sala Walter da Silveira

Entrada franca 

Voltar

Parceiros:

Tenha você também a sua rádio